Você está aqui: Capa / Diocese de Franca
Diocese de Franca

Diocese de Franca

O território abrangido pela Diocese de Franca fazia parte da Arquidiocese de Ribeirão Preto. Depois de algumas tentativas de constituir a Diocese de Franca, em 1930 e 1942, começou-se, em 1967, a pensar seriamente em promover um movimento em prol da criação de nossa Diocese. Em 1967, estabeleceram-se os primeiros contatos informais com o Núncio Apostólico Dom Sebastião Baggio. A seu conselho foram iniciados os preparativos remotos com a criação de novas Paróquias, principalmente na cidade de Franca. Era Arcebispo de Ribeirão Preto, naquela época, Dom Felício César da Cunha Vasconcellos.

Em 1968, o Conselho Presbiteral da Arquidiocese de Ribeirão Preto deu o parecer favorável à criação e deliberou, nesta mesma ocasião, o pedido formal à Comissão Episcopal do Regional Sul I da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil. No dia 8 de dezembro daquele ano, por um decreto executado aos 2 de fevereiro do ano seguinte, foi criada a Vigararia Episcopal de Franca, abrangendo os municípios de Franca, Rifaina, Pedregulho, Cristais Paulista, Igarapava, Buritizal, Aramina, São José da Bela Vista, Ribeirão Corrente, Jeriquara, Restinga, Patrocínio Paulista e Itirapuã. Foram nomeados, na mesma ocasião, Dom Bernardo José Bueno Leite Miele, Arcebispo-coadjutor de Ribeirão Preto, como Primeiro Vigário Episcopal, e Dom José Álvares Mácua, Prelado Emérito de Lábrea, como Segundo Vigário Episcopal. No dia 25 de fevereiro foi instalada a Sub-Cúria de Franca, tendo como Chanceler Frei José Pinto Ribeiro OAR e como Procurador Frei Custódio Guimarães de Miranda OAR. Após uma reunião com representantes de todas as Paróquias da Vigararia Episcopal, foi constituída a Comissão Central para a organização do patrimônio, que teve à frente, como presidente executivo, o Dr. Hélio Palermo, Prefeito da cidade de Franca naquela oportunidade. No dia 17 de julho de 1969 adquiriu-se a residência episcopal situada à rua Campos Sales, número 1416. Acolhendo o pedido de várias pessoas foram incluídos no projeto da futura Diocese os municípios de Guará, Ituverava, São Joaquim da Barra, Orlândia, Sales Oliveira e Nuporanga.

Depois de receber do Núncio Apostólico, Dom Humberto Mozzoni, instruções mais precisas para a organização da Diocese, Dom Felício e Dom Miele levaram à Santa Sé o pedido oficial com data de 29 de março de 1970. A criação da Diocese deu-se no ano seguinte aos 20 de fevereiro pela bula papal Quo Aptius. O primeiro bispo Dom Diógenes Silva Matthes, que a governa até o momento, foi nomeado aos 18 de março de 1971 e sua ordenação episcopal foi realizada meses depois, no dia 11 de junho na Catedral Metropolitana de Ribeirão Preto. No dia seguinte, em cerimônia presidida por Dom Bernardo José Bueno Miele, tomou posse da Diocese.

Após trinta e um anos de Criação, em abril de 2003, a Diocese de Franca foi contemplada pela nomeação de Frei Caetano Ferrari OFM, então Ministro Provincial da Província Franciscana da Imaculada Conceição do Brasil. No dia 7 de julho do mesmo ano, o Ginásio Poliesportivo Pedro Murilla Fuentes, em Franca, ficou repleto de fiéis para a ordenação do Bispo Coadjutor de nossa Diocese, pela imposição das mãos dos Excelentíssimos Dom Frei Cláudio Cardeal Hummes, Dom Arnaldo Ribeiro e Dom Diógenes Silva Matthes.

Aos vinte e nove dias do mês de novembro de 2006, em Concelebração Eucarística iniciada às 7h30, na Capela do Carmelo Santa Tereza e Beata Myriam de Jesus Crucificado, presidida por Dom Diógenes Silva Matthes, com a concelebração de grande número de presbíteros e com a participação de diáconos permanentes, religiosos, religiosas, leigos e leigas, deu-se a leitura da Carta Oficial da Nunciatura Apostólica do Brasil, comunicando a aceitação, por parte da Santa Sé, da renúncia de Dom Diógenes ao governo da Diocese de Franca. Por este ato, assume o governo da Diocese como Bispo Diocesano, o até então Bispo Coadjutor, Dom Frei Caetano Ferrari, OFM.

Na noite do dia 7 de dezembro de 2006, às 19h30, Dom Caetano tomou posse como segundo Bispo Diocesano, em missa celebrada na Sé Catedral Imaculada Conceição, em Franca, na Festa da Padroeira da Diocese, Imaculada Conceição, com a presença de todo o clero. Aos 15 dias do mês de abril foi nomeado o 5º bispo de Bauru e tomou posse aos 31 de maio de 2009 na festa de Pentecostes. Assim a Diocese de Franca ficou pela primeira vez na historia como Sede Vacante. Foi eleito pelo Colégio dos consultores o Administrador Diocesano Monsenhor Jamil Alves de Souza, que do dia  01 de junho até o dia 21 de fevereiro de 2010 administrou juntamente com o Colégio a Diocese.

No dia 31 de Dezembro de 2009 o Papa anunciou o novo Bispo de Franca Dom Pedro Luiz Stringhini que, em solene Eucaristia, aos 21 de fevereiro tomou posse da Diocese. Na festa de posse estiveram presentes vários Bispos, o Cardeal de São Paulo Dom Odilo Sherer, o núncio apostólico no Brasil, e grande multidão de Fieis que encheu o Poli esportivo de Franca.

Primeiro Bispo - Dom Diógenes Silva Matthes

Dom Diógenes Silva Matthes nasceu e foi batizado em Serrania-MG, no dia 12 de outubro de 1931. Registrado em Caconde-SP no dia 18 de outubro. Realizou os estudos preparatórios nos Seminários de Campinas-SP, Ribeirão Preto-SP e São Paulo. Foi ordenado presbítero no dia 29 de junho de 1957, na Catedral da Sé em São Paulo, pelas mãos de Dom Antônio Maria Alves de Siqueira. Exerceu o Ministério Sacerdotal em Ribeirão Preto-SP e Santa Rita do Passa Quatro-SP como Pároco. Como Assistente Espiritual das Equipes de Nossa Senhora, do Movimento Familiar Cristão, do Círculo Operário Católico, da JAC Juventude Agrária Católica e JIC Juventude Independente Católica. Foi Capelão da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto. Foi eleito Bispo de Franca no dia 11 de março de 1971 e sua Sagração Episcopal aconteceu no dia 11 de junho desse mesmo ano. O lema de seu brasão de armas é “Amados no Senhor!”. Pastor da Igreja Particular Francopolitana de 12 de junho de 1971 até 28 de novembro de 2006. No dia 29 de novembro de 2006 é aceito seu pedido de renúncia, por idade, pela Santa Sé, tornando-se Bispo Emérito de Franca.

Estudos:
1º Grau: Divinolândia – SP, 1939.
2º Grau: Seminário Diocesano Maria Imaculada de Ribeirão Preto – SP, 1944.
Filosofia: Seminário Central do Ipiranga, São Paulo – SP, 1951-1953.
Teologia: Seminário Central do Ipiranga, São Paulo – SP, 1954-1957.
Outros Cursos: Por um mundo melhor do Pe. R. Lombardi.

Atividades antes do Episcopado:
Diretor Espiritual no Seminário Diocesano Maria Imaculada em Ribeirão Preto – SP.
Assistente de JAC-JIC-ENS-MFC e Círculo Operário Católico.
Capelão de Hospitais: Clínicas, São Francisco e Santa Rita.
Capelão da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto – SP.
Diretor Espiritual da Legião de Maria.
Pároco em Santa Rita do Passa Quatro – SP.
Cura da Catedral de Ribeirão Preto – SP.
Chanceler do Arcebispo de Ribeirão Preto – SP.

Atividades como Bispo:
Assistente dos Diáconos Permanentes do Regional Sul I.
Assistente Nacional do ECC pela CNBB.
Assistente Regional Sul I do ECC.
Responsável pela Pastoral Familiar na Província de Ribeirão Preto-SP.
Nomeado Vigário Geral da Diocese de Franca para o acompanhamento à vida familiar.

Segundo Bispo – Dom Frei Caetano Ferrari 

Dom Frei Caetano Ferrari – OFM, nasceu na cidade de Pirajuí, Estado de São Paulo, aos 30 de julho de 1942. Ordenado presbítero aos 27 de dezembro de 1970, foi Vigário Paroquial da Paróquia Santo Antônio, em Duque de Caxias – RJ, de 1971 à 1972. Elevado ao Episcopado no dia 7 de julho de 2002, assumiu o governo da Diocese como Bispo Diocesano no dia 29 de novembro de 2006, tomando posse dia 7 de dezembro de 2006 em Eucaristia Solene na Sé Catedral Imaculada Conceição, em Franca.
O lema de seu brasão de armas é “Evangelizar toda Criatura!”.

Estudos superiores:
Filosofia: Instituto Franciscano de Filosofia, em Curitiba – PR, 1966-1967.
Teologia: Instituto Teológico Franciscano, em Petrópolis – RJ, 1968-1971.
Licenciatura em Filosofia pela Universidade de Passo Fundo – RS, obtida em 23/01/1975.
Diploma de Bacharel em Ciência Econômicas pela Universidade Católica de Petrópolis – RJ, formado no ano de 1978.
Diploma de Bacharel em Direito pela Universidade São Francisco de Bragança Paulista – SP, formado em 1981.

Atividades:
Vigário Paroquial da Paróquia Santo Antônio, em Duque de Caxias – RJ, de 1971 à 1972.
Professor de Ensino Religioso, Filosofia, Economia no Colégio Franciscano Diocesano de Lages – SC; de 1973 à 1976.
Professor e vice-reitor na Universidade São Francisco de Bragança Paulista – SP, de 1976 à 1986.
Vice Provincial da Província Franciscana da Imaculada Conceição do Brasil, residindo em São Paulo – SP, de 1986 à 1994.
Ministro Provincial da Província Franciscana da Imaculada Conceição do Brasil, sede em São Paulo – SP, eleito em 1994 com mandato a encerrar-se em 2003.

Outros cargos e serviços atuais:
Conselheiro Espiritual do Setor de Bragança Paulista – SP, do Movimento das Equipes de Nossa Senhora, por 20 anos.
Presidente da CFMB (Conferência dos Frades Menores do Brasil) que reúne os Frades da OFM no Brasil.
Vice-Presidente da FFB (Família Franciscana do Brasil) que reúne Frades e Freiras da 1º e 2º Ordem, da TOR (Terceira Ordem Regular) e Irmãos e Irmãs da OFS (Ordem Franciscana Secular), no Brasil.
Presidente da CRB (Conferência dos Religiosos do Brasil), Regional de São Paulo.
Membro do Conselho Superior da CRB Nacional. No dia 24 de abril, Frei Caetano Ferrari – OFM foi nomeado Bispo Coadjutor da Diocese de Franca, conforme o ofício da Nunciatura Apostólica no Brasil e no dia 29 de novembro de 2006 é nomeado Bispo Diocesano, assumindo o governo da Diocese. Toma posso no dia 7 de dezembro de 2006, como segundo Bispo Diocesano de Franca. Recebeu a imposição da Mitra Diocesana pelo presidente da Celebração, o Arcebispo Metropolitano de Ribeirão Preto, Dom Joviano de Lima Júnior. Nesta ocasião, estiveram presentes como Bispos Concelebrantes Dom Antônio Fernando Brochini CSS (Bispo de Jaboticabal-SP), Dom Diógenes Silva Matthes (Bispo Emérito de Franca), Dom Ramón Lópes Carrozas OdasM (Bispo de Bom Jesus do Gurguéia-PI), Dom José Geraldo Oliveira do Valle CSS (Bispo Emérito de Guaxupé-MG). No dia abril foi eleito Bispo de Bauru, e aos 31 dias do mês de Maio tomou posse.


Terceiro Bispo – Dom Pedro Luiz Stringhini

Dom Pedro Luiz Stringhini nasceu na cidade de Laranjal Paulista, Estado de São Paulo, aos 17 de agosto de 1953. Foi ordenado diácono por Dom Luciano Pedro Mendes de Almeida, aos 27 de abril de 1980, em São Paulo – SP. Sua ordenação sacerdotal, pela imposição das mãos de Dom Paulo Evaristo Arns, se deu aos 09 de agosto de 1980. A ordenação episcopal aconteceu no dia 10 de março de 2001, pelo então Arcebispo de São Paulo, Dom Cláudio Hummes. Foi nomeado bispo da Diocese de Franca no dia 30 de dezembro de 2009, tomando posse dia 21 de fevereiro de 2010, em Eucaristia Solene no Ginásio Poliesportivo – Pedrocão, em Franca.
O lema de seu brasão episcopal é “Em resposta a tua palavra!” (Lc 5,5).

Estudos superiores:
Bacharelado em Letras na Faculdade Anchieta (Jesuítas), em S. Paulo – SP (1972-1974);
Bacharelado em teologia na Faculdade de Teologia Nossa Senhora da Assunção, em São Paulo (1977-1980);
Mestrado em exegese bíblica no Pontifício Instituto Bíblico de Roma (1987-1990);
Cursos e pesquisa para o Doutorado em Sagrada Escritura na Pontifícia Universidade Gregoriana – Roma (1994-1995).

Atividades:
1973-1974: Trabalho profissional como revisor de textos no Jornal ‘O Estado de S. Paulo’;
1975-1976: Trabalho Missionário como voluntário leigo na Prelazia de Itacoatiara – AM;
1980-2000: Como Sacerdote, na Arquidiocese de S. Paulo, exerceu os seguintes ministérios:
1980-1983: Pároco da Paróquia de São Mateus Apóstolo, Região Episcopal Belém;
1984-1986: Reitor do Seminário de Filosofia Santo Cura D’Ars da Arquidiocese de São Paulo;
1987-1990: estudos de mestrado em exegese bíblica em Roma;
1991-2000: professor de Bíblia na Faculdade de Teologia N. Sra. da Assunção, em S. Paulo; atendimento pastoral nos fins de semana no assentamento ‘Sem Teto’ do Jardim da Conquista (Região Episcopal Belém); cursos para doutorado em Roma; Pároco da Paróquia N. Sra. da Conceição, no Tatuapé, S. Paulo;
2001-2009: Bispo auxiliar da Arquidiocese de São Paulo;
2007-2011: Presidente da Comissão Episcopal de Pastoral para o Serviço da Caridade, Justiça e Paz da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil – CNBB;
2010 (21 de fevereiro): posse como terceiro bispo da Diocese de Franca.


Quarto Bispo -
 Dom Paulo Roberto Beloto

Estudos superiores: Possui mestrado em Teologia e Estudos Bíblicos, e fez a capacitação para orientadores de Exercícios Espirituais, no Centro de Espiritualidade Inaciana de Itaici (SP) e no Centro Teresiano de Espiritualidade, de São Roque (SP).

Atividades:

Em 2005, foi nomeado pelo papa Bento XVI como bispo da diocese de Formosa, onde tomou posse em 19 de fevereiro de 2006. No Regional Centro-Oeste da CNBB, dom Paulo é o bispo referencial para os presbíteros e a Pastoral Vocacional.

 

 


Um comentário

  1. Rumo à Cracóvia, importante!
    Prezada Diocese,

    A Jornada Mundial da Juventude se aproxima e venho por meio pedir a vossa atenção para apresentar um programa alternativo, que contemplará 100 jovens da sua diocese com recursos financeiros suficientes para estarem presentes neste evento único de renovação, fé e esperança à humanidade, na Polônia.

    Portanto, pedimos um instante da vossa atenção para que neste primeiro contato, através do link http://hoteiscard.com/cracovia.html assista aos videos existentes em sua sequência e absorva uma ideia inicial do que queremos compartilhar, em exclusivo aos jovens das dioceses do Brasil (Caso os links dos videos Youtube não possam abrir no seu computador, favor em momento oportuno, assistir filmes em estação compatível).

    Assistidos os filmes e sendo do vosso interesse particular em indicar 100 jovens da sua diocese à real possibilidade de estarem presentes na JMJ 2016, através deste programa alternativo, que destaque com brevidade até o dia 03 de Novembro de 2014, seguindo e cooperando com o cronograma do planejamento estabelecido, um dos seus membros para entrar em contato conosco pelo link http://hoteiscard.com/contato.html , onde receberá sem maiores compromissos, todas as informações complementares necessárias, dentre outras como por exemplo, a segurança do programa proposto, no que se diz respeito a garantia dos recursos financeiros arrecadados, que serão dirigidos e alocados à conta bancária correspondente de cada um dos 100 jovens selecionados da sua diocese, de uma forma inviolável e instantânea pelo sistema on-line adotado, após cada ação de arrecadação voluntária prevista a estes, permitindo no final do programa, dirigirem-se ao mais próximo operador de viagens credível da sua cidade e usar o saldo bancário para adquirir a viagem à Cracóvia em seu próprio nome, evitando uma série de problemas que no passado frustraram inúmeras delegações de jovens peregrinos.

    Aguardamos com muita fé o vosso retorno. Paz e bem!

    Atentamente,
    Reinaldo Santos Júnior (71) 8714.1998

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>